segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Nada como o 1.º dia de escola para uma mãe se sentir amada

Depois de duas semanas de meia de muito colo, beijos e mimos, foi dia das cachopas regressarem à escola.
 
Estava com algum receio da reacção delas, mas ficaram lindamente depois de terem ido ver os cabides que lhes couberam em sorte este ano e que, curiosamente ou não, ficam mesmo ao lado dos das suas melhores amigas, Maria Miguel e Lara.
 
Até a Leonor, em regra mais complicadinha, se portou como uma lady, apesar deste regresso estar a coincidir com a colocação de umas gotas oftálmicas que atrapalham um pouco a visão e a tornam (à dona dos olhos) mais chata do que o habitual.
 
Já ao final do dia as coisas foram diferentes. As raparigas estavam tão saudosas que quando me viram ficaram descontroladas de todo, choraram os trinta chorados, empurraram-me, etc,etc, etc, a pedir atenção e colo (com a condição de não o partilharem, o que dificultou a gestão daquelas emoções agitadas).
 
Apesar de enervante, devo confessar que a cena me deixou um bocadinho envaidecida. As minhas meninas não podem ficar 10 horas sem me ver, é o que é.
 
 
A sorte é que o ataque de caspa não durou muito e acabámos os 4 a rir com a imitação que o papá fez de uma mamã, que supostamente seria eu, de voz estridente e com défice de autoridade.
 
 

1 comentário:

Obrigada por dar vida a este blog.