quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Balanço

Sempre que um ano chega ao fim, é inevitável (pelo menos para mim) fazer um pequeno balanço.

Acho engraçada esta ilusão (ou esperança) de que se fecha um ciclo e outro se irá iniciar. Verdade ou mentira, o que é certo é que se nota uma (quase geral) renovação de esperança e a vontade de iniciar novos projectos.

Pela parte que me toca, 2010 não podia ter corrido melhor. Se bem me lembro, no final de 2009 o meu único desejo foi o de que este fosse um ano normal.

E assim foi, ou quase. Foi o ano de regresso à vida. Ao trabalho, à alimentação sem restrições e medo de ser contaminada por uma bactéria, às minhas "uni-sobrancelhas", ao cabelo sempre desgrenhado...

E só não foi normal de todo, porque Deus resolveu presentear-me com uma grande dádiva - outra vida (no sentido literal do termo). Não era suposto ser tão cedo, mas, passado o medo inicial, sinto a Benedita como uma maravilha na minha vida.

Depois de a Leonor me ter dado vida, eis que surge a Benedita a dar-lhe ainda mais sentido.

Depois disto que dizer? Só quero que 2011 seja um ano normal.

domingo, 26 de dezembro de 2010

Para o meu afilhado Joãozinho

Meu querido, uma das coisas chatas de crescer é termos cada vez mais responsabilidades e, por vezes, preocupações.

Isso faz com que tenhamos de alterar muitos dos nossos hábitos, prioridades e deixar de fazer muitas das coisas que gostávamos de fazer.

No meu caso, uma das coisas que diminuiu, e muito me entristece, foi o tempo para estar e passear contigo. Mas isso não quer dizer que me esqueça ou goste menos de ti. Antes pelo contrário.

Sei que estás um pouco triste comigo, por isso aqui fica este post dedicado inteirinho a ti.

Beijinhos

sábado, 25 de dezembro de 2010

Trai lai lai lai lai

Afinal o Pai Natal existe e, mais espantoso ainda, lê o meu blog.

Os bilhetes para os Bon Jovi já cá cantam, entregues pelo meu marido-Natal (designação copiada do blog da Nela).

Estou que nem uma adolescente em delírio.

Vamos é ver se tenho coragem de ir, porque a Benedita terá só 4 mesinhos.

Depois conto

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

FELIZ NATAL A TODOS

Bom dia,

Na impossibilidade de o fazer individual e personalizadamente, venho aqui, numa corridinha, desejar um Feliz Natal a todos os meus Amigos, familiares e visitantes deste blog.

Que tenham o melhor que a Vida pode oferecer, de acordo com aquilo que mais desejam e necessitam.

Sou tão esbanjadora que "dei cabo" das férias todas. Assim, dou por mim a trabalhar na manhã da véspera de Natal, enquanto os meus amores andam na passeata. Já vai das sortes :)

Um grande beijinho a todos

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

28 Semanas

Chegámos às 28 semanas.

A Benedita está toda mexida e eu ando muito bem.

Tenho a sorte de estar a viver uma gravidez tranquila, dentro do contexto em que ocorreu.

Por estranho que pareça, já não me lembro de como é pegar num recém-nascido e parece que tenho mais dúvidas agora do que quando nasceu a Leonor.

Quando comentei isto com a pediatra da Leonor, ela respondeu prontamente "sabe porquê? Da outra vez estava mais concentrada a tratar de outros problemas (leia-se cancro) e agora centra-se mais na gravidez".

Não tinha visto a questão por este prisma, mas é bem possível que seja verdade.

Certo, certo é que os dias passam velozes. Em Janeiro vou começar a tratar do enxoval da princesa mais nova. Apesar de ser sucessora universal da mana mais velha, precisa das suas toilettes novas.

Entretanto, vou dando notícias.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Enfermeira - Parte 2

Com o papá quase bom, e já de regresso ao trabalho, eis que a princesa rainha resolve adoecer.

A pequenita está com uma otite e hoje ficámos em casa. O pior já passou e está a arrebitar, e de que maneira, apesar de ainda ter uma pontinha de febre.

A casa deve estar parecida om Lisboa, após o terramoto de 1755, mas não consigo segurá-la, ainda por cima hoje decidiu não dormir a sesta. Ou seja, quando não está colada a mim, feita carraça (como agora), está a arrasar tudo aquilo que está ao seu alcance. Miraculosamente, a árvore de Natal e a colecção de presépios têm escapado às suas mãos criminosas.

Em resumo, estou estourada.

O que vale é que amanhã vem outra enfermeira e posso ir trabalhar. Gosto tanto de trabalhar.

Feliz Natal




Apesar de não parecer (a rapariga não anda dada a fotos), a Mãe Natal passou por aqui para vos desejar um Santo, Doce e Feliz Natal

domingo, 19 de dezembro de 2010

Força Nucha

Admito que nunca fui particularmente apreciadora da cantora Nucha. Contudo, a forma como está a enfrentar o cancro e, especialmente, a transmitir a sua mensagem de força e esperança, faz com que não possa deixar de lhe dedicar um post.

Ontem vi a capa de uma revista, na qual assume a sua careca, resultado da quimio. Segundo ela, é só cabelo e o cabelo volta a crescer.

Todos sabemos que não será assim tão linear. Não é só cabelo, é tudo o que isso envolve e significa. Em todo o caso, o importante é que está a lutar e ter a generosidade de partilhar a sua experiência com todos aqueles que também se viram confrontados com o cancro.

Só posso agradecer e deixar um grande beijinho.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Marketing agressivo

Ser mãe é o 1.º passo para alguém se tornar a vítima perfeita de todos quantos nos querem impingir algo.

Há dias cheguei ao infantário e uma das auxiliares deu-me um frasquinho de doce de abóbora, segundo ela, pintado pela Leonor. Fiquei logo com um sorriso de orelha a orelha, inchada de orgulho. Depois de me ter pelo beicinho, veio a estocada final. É um 1 €, diz-me ela. Eu, como é evidente, paguei sem hesitar e até fiquei um pouco ofendida pelo valor insignificante atribuído a um frasco pintado pela minha filha. Acho que se me tivessem pedido 100€ pagava sem hesitar.

Vazia

Hoje a casa está vazia. Para evitar o contacto com a bicheza que inavdiu o papá, deixámos a princesa rainha em casa dos avós. Será a 2.ª noite longe e o meu coração está cada vez mais apertadinho.

Impressionante o quanto uma piolha de 19 meses enche uma casa e várias vidas. É estranho não ver o chão pejado de livros da "Atita" (Anita) dos quais tanto gosta e não ouvir uma vózinha aguda sempre a chamar mãe, pai e a perguntar "onde está a nhô nhô"?

Que saudades da minha menina. Nunca mais chega sábado.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Ternura



A pedido de muitas famílias, cá fica uma foto da barriguita. O tempo tem voado e não tenho tirado muitas, mas esta já dá para terem uma ideia.

Enfermeira

Decididamente, não nasci para enfermeira.

Fico mais aflita ao ver os meus doentes do que quando sou eu a paciente.

Hoje é o meu marido. Teve de ir às urgências pois não aguenta as dores no corpo, cabeça e garganta.

E eu ando, feita barata tonta, à volta dele sem saber o que fazer.

É horrível esta sensação de impotência

É Nataia





Tinha decidido não fazer árvore de Natal, este ano, mas não resisti.

Afinal, como diz a Leonor, É Nataia.

Claro que, ainda não o tinha terminado e já a piolha jogava futebol com uma das bolas.

A minha esperança é a avó Lili que está piamente convencida que, se lhe explicarmos bem, ela não lhe mexe na árvore. O problema será meu, certamente.

E cá está ele, raquítico (como diz o papá), mas carregado de Amor. Pendurámos-lhe o 1.º presépio da colecção da Leonor (a prenda que lhe ofereci no ano passado). Agora só resta esperar que sobreviva ao terramoto que vive cá dentro de casa.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Parabéns Avó Lili



A foto já tem um ano e o dia 13 está praticamente no fim, mas tudo isso são insignificâncias, se bem conheço a minha mãe.

Corri, corri, corri, ao contrário do ano passado em que pude fazer um singelo lanchinho, e ainda cheguei a tempo de deixar assinalar aqui esta data especial, em que comemora 55 anos.

Eh,eh,eh

Eu sei que são só 54, estava a brincar.

Parabéns e toda a felicidade do mundo. Amanhã cá te espero, para ensinares a Leonor a não mexer na árvore de Natal.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

MOVIMENTO PARTILHA

Se têm estado atentos às notícias, já ouviram falar no Movimento Partilha, mas nunca é demais falar num projecto de voluntariado tão valioso.

Depois de terem enfrentado o cancro pessoalmente, um grupo de vencedoras representado pela Manuela Matias (a nossa querida Nela) e a Lígia Veiga (Gigi para os amigos), juntaram-se e criaram o MOVIMENTO PARTILHA.


O objectivo deste grupo, uma das valências do Projecto Luz - Associação Portuguesa de Apoio a Doentes Oncológicos, é suprir a falta de apoio psicológico na área oncológica.


"O tratamento do cancro em Portugal é muito sofisticado. Mas na maioria dos hospitais não há grupos de apoio, psicólogos ou psiquiatras para acompanhar os doentes".


Sob o lema "juntos acreditamos porque sozinho é mais difícil", este movimento pretende ser uma "plataforma de encontro" entre uma pessoa em remissão – que está com a doença controlada (padrinho) – e outra que esteja a viver a doença (afilhado).

"Não queremos substituir o apoio dos especialistas, mas partilhar pequenas orientações para esclarecer dúvidas e angústias", dizem.


"Ajuda gratuita, sem imposições horárias ou barreiras geográficas são as vantagens deste movimento. Com dois meses de vida, a iniciativa conta já com cinco afilhados e dez padrinhos".

Não sei se já sou considerada um dos 10 padrinhos, mas disponibilizei-me assim que tive conhecimento desta iniciativa.

Como não me canso de repetir, acredito que não passei pelo cancro em vão. Aliás, acredito que todas as nossas experiências devem ser uma aprendizagem constante e delas temos de retirar o devido significado.

No meu caso, não consigo guardá-la para mim, pois estou convencida que a minha história pode dar força a quem está a travar a dura batalha contra a doença. Daí estar sempre disponível para falar e partilhar.

Este projecto em especial é brilhante. Tal como a Nela, a Gigi e muitas outras amigas, sei bem quais os medos, angústias e dúvidas. Lembro-me dos momentos em que, apesar de todo o Amor e Amizade que me rodeavam, só me sentia compreendida pelas Amigas do Peito e do Coração (não vou nomear para não correr o risco de esquecer alguém). Foram muitas as respostas que encontrei em experiências similares. Não falo de questões científicas, naturalmente, mas do tal apoio psicológico que só consegue dar quem já viveu o mesmo. Da força que só transmite quem luta sem baixar os braços. Sem o saber, a Gigi funcionou como minha madrinha, foi a única pessoa que encontrei na blogosfera que teve Linfoma de Hodgkin, tal como eu, e que muitas vezes me fez acreditar que também ia conseguir.

Peço-vos que divulguem esta iniciativa, pois certamente todos conhecem quem dela necessite ou possa ajudar.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

26 Semanas

Hoje tive consulta de obstetrícia no hospital.

Tive sorte, pois desta vez a médica foi a mesma da consulta passada, o que evitou que tivesse de contar toda a minha saga gravidez-linfoma-quimio-gravidez. E, principalmente, recordar as datas. Sempre que isso acontece, fico meia aparvalhada, porque a minha noção do tempo anda completamente distorcida. Tão depressa me parece tudo uma lembrança remota, como caio na real e percebo que é tudo muito demasiado recente. E a velocidade com que tudo tem acontecido, especialmente a 2.ª gravidez, faz-me sentir altamente irresponsável.

Enfim, desabafo à parte, vamos ao que interessa. A minha Benedita continua óptima e eu só aumentei 400grs neste último mês.

Posso continuar a pegar na Leonor ao colo, só tenho de ter os cuidados que todos devemos ter, flectir os joelhos e não fazer força nas costas.

A médica desconfia, por causa dos resultados das análises de há uns meses para cá, que a minha função renal ficou algo afectada depois do episódio relacionado com a pressão efectuada no rim pela Leonor, por volta das 29 semanas. Contudo, disse somente que me vai vigiar mais frequentemente. Eu não tenho qualquer tipo de queixa, por isso é "andar e ver", como disse a médica.

Para a azia, já tenho a receita do famoso Kompensan (não sei se será assim que se escrever).

E é assim que estamos, às 26 semanas de gravidez.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Dia do Voluntariado

Hoje assinala-se o dia do voluntariado e não podia deixar passar o dia, sem o assinalar.

Quem, como eu, já sentiu a doçura dos voluntários que percorrem os corredores do IPO, a distribuir café com leite, dar indicações ou só um sorriso, sabe a importância destas pessoas que deixam a sua casa e família para se doar um pouco aos outros.

É o voluntariado que supre muitas lacunas existentes ao nível do apoio social e todos os elogios serão poucos para quem consegue ser tão altruísta e desinteressado.

Também já tive de oportunidade de o fazer, no caso com imigrantes, e é realmente muito gratificante poder contribuir para dar um pouco de ânimo a quem dele precisa.

Por falta de tempo, tive de abandonar esta missão que tanto me preenchia.

Mas a falta de tempo não pode ser desculpa para tudo. De qualquer forma, podemos sempre fazê-lo ainda que informalmente. Haja vontade.

sábado, 4 de dezembro de 2010

Xutos e Pontapés

Já passa da meia noite e tenho uma sessão de Xutos e Pontapés dentro de mim.

Vai cá uma festa que nem imaginam. A Benedita já está a curtir o fim de semana.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Maluquinha da bola

"Gôo, Gôo, Gôo, Gôo, Gôo, Gôo"

De quem é o golo, Leonor?

"Do Pôto".

Abstraindo-me da escolha clubística, de gosto duvidoso, da minha filha, não posso deixar de ficar toda derretida com estas gracinhas.

E assim se esquecem o cansaço e chatices do dia.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Advento

Estamos no Advento, do latim "Adventus" = Chegada.

Para os Cristãos é altura de preparar o nascimento de Jesus e meditar nos princípios que nos deixou e acreditamos dever cumprir.

A todos, independentemente da fé ou crença que professem, desejo um Advento muito sereno e cheio de paz.