quarta-feira, 30 de junho de 2010

Faria hoje 55 anos

Faria hoje 55 anos, o meu tio/padrinho de quem já aqui falei.
Como a minha mãe gosta de frisar, só morre quem é esquecido e o Zézinho nunca será esquecido, pois vive no meu coração e noutros tantos que o imortalizarão.
Por isso cá fica este post a marcar a data.

Negação

Dei-me conta hoje que devo estar em negação quanto à idade, não minha mas da minha filha.

Não é que encasquetei (será assim que se escreve?) que a miúda tem 11 meses e não há maneira de encarreirar que já tem 13 meses e meio. Socorro. Está a caminhar a grande velocidade para os 18 anos. Não estou preparada.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Só Boas Notícias

Ontem foi dia de análises e consulta.

As notícias não podiam ser melhores. Dia 5 de Agosto vou tirar o cateter. Está tudo bem e, como se não bastasse esta boa nova, ainda fiquei a saber que perdi 1,5 Kgs.

Para finalizar a ida ao IPO em beleza, ainda tive a felicidade de encontrar o professor mais querido e amigo que alguém pode ter. O Professor Queiroz Ribeiro foi meu professor de Religião e Moral há uns bons 20 anos. Não o via há eternidades, mas conheceu-me imediatamente, perguntou-me logo pela minha melhor amiga, pela minha irmã (também ex-aluna). Um amor de pessoa que guardo no coração e não esquece os seus alunos.

A esta hora estou demasiado cansada para dar asas à escrita e descrever o que senti com esta notícia. Um dia voltarei ao tema. Digo só que acho que as drogas me baralharam os hemisférios. Reajo com frieza às más notícias e choramingo com as boas. Irra, que não me entendo.

domingo, 27 de junho de 2010

Primeiros Passos

Hoje a nossa Princesa Rainha deu os primeiros passos, no fundo mais uns passos em busca da independência que aumenta a cada dia.

O momento teve um quê de simbólico. Do papá para a mamã; novamente para o papá e no regresso, que devia ser para a mamã, eis que desvia a rota e se dirige à sua mesinha de actividades.

Conclusão, vou continuar a amassá-la com beijos, enquanto posso. Mais uns tempos e as asas ficam prontas a voar.

Rápido demais o tempo.

sábado, 26 de junho de 2010

Grande doutora

Acredito piamente que dentro da cada mãe existe uma pediatra em potência. Basta ouvir uma conversa sobre filhos para o perceber. Nebulizações para cá, ACTIFED para lá, BEN-U-RON (...), basta ir ao médico uma vez para ficarmos letradas.

Segura, no alto desta crença, pensava "tirar de letra" qualquer doença cá em casa. Mas pelos vistos a pediatra que há dentro de mim ~passou directamente para a especialidade e não cursou Clínica Geral.

O nosso papá está doente e pareço uma barata tonta à volta dele, sem saber que lhe faça.

Ele há coisas ....

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Crise(s)

Não vou comentar a origem desta "crise sem precedentes" (como lhe chama a tia Eva), que, cá em casa, economista é o marido. Mas, mesmo sendo leiga na matéria, causa-me alguma confusão que só agora os nossos eleitos tenham dado por ela.

Pensava que fosse daquelas coisas que até os cegos viam, mas se calhar estou enganada, a avaliar pela fona legislativa, causada pelo famoso plano de austeridade, que faz com que estejam a ser revogados apoios atribuídos há 3 meses.

Apesar destas constantes alterações legislativas me chatearem, defeito profissional de quem vive rodeada de Diários da República, admito que fiquei aliviada com a revogação do diploma que previa a obrigatoriedade de colocação de chips nas matrículas.

Não é por nada, que até estou muito grata aos sulistas que, no dizer de um deles, têm andado a pagar para que centristas/nortenhas, como eu, possam dormir mais um bocado de manhã e ainda tenham a sorte de poder utilizar, gratuitamente, uma auto-estrada. É que enquanto os chips vão e vêm, o meu bolso folga.

A manterem-se os valores, serão só 100 euros por mês que terei de pagar para sair de casa. E não estou a falar em sair por sair, que tenho muito trabalhinho em casa. Falo em sair para ir trabalhar e assim poder pagar as benditas portagens. Ou isso ou passar a levantar-me às 05h30 para ir em ritmo de passeio, atrás de um camião, até Aveiro.

Aconteça o que acontecer, parece-me que mais grave que a própria crise económica é a crise de valores de quem a usa como argumento para legitimar todo o tipo de tropelias e abusos. Estamos a perder o respeito pelo nosso semelhante e o pior é que nem damos conta disso.

Não admira que a malta ande toda a Xanax e Valium.

PS não é o meu caso, estou livre das drogas (ainda mais duras) há 6 meses

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Cartão de Cidadão

Hoje resolvi ir tratar do Cartão de Cidadão. Vai dar-me um jeitaço eliminar 4 documentos da carteira, pois estava a ficar sem espaço para os cartões de pontos dos supermercados e gasolineiras.

Confesso que me preocupei, quando, antes de tirarem a foto, me disseram "pode tentar esboçar um sorriso, mas não mostre os dentes". Felizmente descansaram-me com a explicação "Eles não querem que nos fiquemos a rir". Suspirei de alívio, pois por momentos pensei que o problema fosse das minhas grandes dentolas. eh,eh,eh

Fiquei a saber que não minguei com a idade e continuo a medir 1,61 m. Em contrapartida confirmei a suspeita que tinha, desaprendi como se manuscreve (espero que a palavra exista) e quem vir a minha assinatura dificilmente acreditará que não é a de uma anciã com Parkinson.

Uma das funcionárias que me atendeu confirmou o diagnóstico do meu dermatologista, quando disse que eu tinha a pele muito seca. Resultado, tive de esfregar os dedos da mão direita na testa para que ficassem hidratados e assim conseguir fazer a recolha da assinatura digital na máquina que, sem esse ritual, não conseguia fazer o scanner dos meus dedos.



Abstraindo do ridículo da situação, confesso que fiquei um pouco mais descansada. Afinal o dermatologista tem razão e aquela sensação esquisita que tenho na pele deve ser só desidratação.

domingo, 20 de junho de 2010

Sublime

Ontem vivi 30 minutos sublimes, a roçar a perfeição. Daqueles que há muito não vivia. Fui com a Leonor à piscina e já percebi o sorriso que o papá tinha, na semana passada, quando foi para a água com ela. É, de facto, um momento de serenidade e abstracção.

Claro que logo voltei ao mundo real, quando cheguei ao balneário e ao tirar-lhe a fralda (impermeável, com a graça de Deus) deparei com um inusitado presente. Argh. Haja cloro para desinfectar.

sábado, 19 de junho de 2010

É o teu dia, tia Eva



Hoje o dia é especial, tão especial quanto a menina cujo nascimento se celebra.
A tia Eva, amiga de todas as horas, colega da porta ao lado.

Podia falar do teu enorme coração, feito de pura manteiga. Do altruísmo que te caracteriza e faz com que, muitas vezes, te esqueças de ti. Da tua total disponibilidade para ajudar, sem esperar que to peçam; do teu condão para fazer muito bem, tudo aquilo em que tocas; da tua curiosidade ilimitada; do facto de seres gira (como podem comprovar pela foto), etc, etc, etc

Enfim, tinha muito para dizer e muitos adjectivos elogiosos para te qualificar, minha Amiga do coração mas tenho a certeza que tudo o que dissesse iria ficar aquém daquilo que te quero dizer e desejar e soaria a lugar comum.

Parabéns e obrigada por fazeres parte da minha vida. Por estares sempre onde e quando preciso, nem que para isso tenhas de deixar a tua vida.

Não mudes nunca Amiga. A genuidade, sinceridade e verticalidade, traços que te distinguem da maioria do comum dos mortais e fazem de ti uma pessoa superior em valores e princípios, serão sempre premiadas.

PS Sem ousar, sequer, comparar-me a ti, acho que fazemos uma boa equipa :))
Nil beijinhos

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Mais trabalho, menos conversa

Há muito tempo que não ouvia uma frase tão curta resumir tão bem aquilo que deve ser feito. Mais trabalho, menos conversa. O Dr. Laurentino Dias, Secretário de Estado do Desporto esteve bem ao comentar os "escândalos" da nossa Selecção.

Concentrem-se naquilo que vos levou à África do Sul e deixem de ser parvos. Procurem a vitória e não desculpas para eventuais maus resultados.

Não criem novelas e controlem a língua que, pelos vistos, o "lápis azul" ainda anda por aí e depois lá têm de se retratar como meninos que se portaram mal. O professor não perdoa

Acima de tudo, vejam lá se nos ajudam a esquecer a crise.

Força Selecção

E agora?

Ontem cometi a proeza de destruir o micro-ondas.
O meu marido esteve, por segundos, quase a tirar-me o escalpe, mas a coisa passou.
Neste momento há 2 questões que me assaltam o espírito. Como é que consegui viver mais de 20 anos sem micro-ondas? Mais grave ainda, como é que vou conseguir viver até que seja reparado?

quinta-feira, 17 de junho de 2010

O cancro

Há muito que não escrevo sobre a experiência que originou este blog, o cancro personificado no terrível Mr. Hodgkin.

Já passaram quase 6 meses sobre o fim da quimio e a minha vida, que um dia senti em risco, continua. Ia dizer que continua normalmente, mas ainda não o sinto. Continua e isso é que interessa, apesar da confusão em que se tornou.

É que o cancro pode não voltar ao corpo, mas não me sai da cabeça. Seja por causa do cateter, das cartas do IPO na caixa do correio, do cartãozinho das consultas que se tornou o documento de identificação que mais utilizo, da imagem que vejo ao espelho e tanto mudou num ano, and so on, and so on.....

Os efeitos colaterais, quer os que já conheço quer os que ainda estão por descobrir, vão-se fazendo sentir de forma dura. E, por favor, não me digam que não há motivo para tal. Que só devia sentir-me feliz por tudo estar a correr tão bem. Não mo digam, deixem-me fazer o meu "luto". Eu já o disse a outras pessoas e agora sinto na pele que não é bem assim.

Em todo o caso, e apesar desta confusão mental e de sentimentos, sou uma mulher feliz com a vida que tenho e principalmente com quem tenho na vida.

Dia Nacional da Paramiloidose

Ontem,dia 16 de Junho, assinalou-se o 1.º Dia Nacional da Paramiloidose, a chamada doença dos pézinhos.

Não podia deixar passar sem o referir, visto ser uma luta à qual a minha Amiga V, de Valente, se entregou e venceu em todas as frentes.


Aqui fica um beijinho e a minha admiração.

Quem quiser mais informação sobre esta doença silenciosa pode consultar o site da Associação Portuguesa de Paramiloidose - www.paramiloidose.com

domingo, 13 de junho de 2010

Parabéns Padrinho.

Querido padrinho Ruinho.

Muitos parabéns por mais um aniversário.

Tenho pena de não ter estado contigo hoje. Para o ano temos de juntar a tua festa e a do meu avô. Sim, porque nem penses que vou esperar que faças 40 anos para comemorar o teu aniversário. Todos os anos devem ser marcados de forma especial, num dia tão bonito como é aquele em que lembramos o início da nossa vida.

Quero que saibas que eu e os meus papás gostamos muito de ti.

Beijinhos

PS A trenga da minha mamã não está a conseguir anexar fotos.

Parabéns Padrinho.

60.º Aniversário do Avô Pinto




Hoje o sogro fez anos, 60 mais propriamente.
Para comemorar fomos até Ponte de Lima, uma das cidades mais bonitas do nosso país à beira mar plantado.
A felicidade por partilhar este dia com a sua adorada Leonor, que completou 13 meses, está bem estampada nesta foto.

Aqui fica um beijinho de Parabéns para o meu sogrinho, que é um Amor e me adoptou como filha desde o 1.º dia.

sábado, 12 de junho de 2010

Parabéns Catarina

Hoje é dia de festa, o dia em que a minha Amiga Catarina completa mais 1 ano de vida.

Não há palavras para descrever a empatia imediata que sentimos e que originou uma Amizade que nem o Oceano Atlântico conseguiu apagar.

Que mantenhas sempre esse sorriso rasgado e a garra de lutar pelos teus sonhos que, como se tem visto, alcanças sempre.

Um enorme Beijinho de Parabéns.

Sereia


Começaram hoje as aulas de natação da nossa Pequena Sereia.

Desta vez, o acompanhante foi o papá. A mamã ficou a babar nas bancadas, cheiinha de orgulho e vaidade da sua cria que se portou como uma verdadeira lady.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Desinspirada

Boa noite.

Ando assim, a modos que desinspirada, razão pela qual não me apetece muito escrever. A bem dizer, não sei o que me apetece.

Não sei o motivo, aparentemente não existe razão para tal. Deve ser só uma fase, como se costuma dizer.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Piscina

Esta semana fomos inscrever a Princesa Rainha na piscina.
A partir do próximo sábado lá vou eu, com o anjinho, chapinhar na água.

Se a pequena se portar tão bem (que é como quem diz muito mal) como quando lhe quiseram tirar a foto para o cartão de entrada, estou lixada.

Temos vindo a descobrir, neste último mês, a forte personalidade da nossa filha e, posso dizer como diria a minha avó, a rapariga tem "pelo na venta". Enganou-nos bem, durante o 1.º ano de vida.

Não sei como vai reagir, sei é que aqui a mãezinha está ansiosa por viver esta nova experiência. Não molho os meus pézinhos numa piscina há séculos (mesmo). Para dizer a verdade, nem sei se estou autorizada a tal. Para já vou, na próxima consulta peço autorização. Sei que a ordem não devia ser esta mas, citando o meu pai, "perdoa-se o mal que faz, pelo bem que sabe".

Depois conto a aventura.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Consumado

E prontos, já estamos entre os países mais avançados do mundo, no que à abertura de mentalidades de refere. Se é que essa abertura de mentalidades se pode aferir por "decreto".

Já foi celebrado o 1.º casamento gay, curiosamente, entre 2 mulheres. E pensar que o género feminino tem sido, ao longo dos tempos, alvo de tantas discriminações.

Dando pleno sentido à obrigatoriedade, prevista no Código Civil, de tornar a celebração deste contrato um acto público, lá estiveram as televisões.

E fazendo serviço público de informação, eis que um dos canais generalistas se apressou a comunicar ao país que o casamento já estava consumado.

Como o fizeram não sei, nem quero saber. As intimidades dos outros não me interessam.

E que tal mais rigor nas palavras?

Bomba Calórica

Hoje o passeio foi ao Festival do Doce, nas Caldas de S. Jorge (freguesia do concelho da Feira).


Como não podia deixar de ser, perdi-me com um pão de ló de Ovar. Uma miniatura que é uma verdadeira bomba calórica e me fez, literalmente, lamber os beiços.

A vergonha desta história não é ter cometido o pecado da gula, é tê-lo feito às escondidas da minha filha, que a miúda agora quer tudo o que nós comemos. E, claro está, guincha como uma possessa se não lho damos.

Posso ser pecadora, mas tento não ser mau exemplo para a cachopa. Olha para o que eu digo, não olhes para o que eu faço. Enquanto puderes, vive na ignorância filha.

sábado, 5 de junho de 2010

Homenagem às donas de casa

A minha admiração pelas donas de casa tem vindo a crescer, mais e mais, desde que me tornei uma.

Peço desculpa por me incluir em tão valiosa classe, pois sou a verdadeira ovelha negra. A minha casa não brilha, o pó nasce misteriosamente e da roupa é melhor nem falar.

Um stress. Acabo de limpar o chão e parece que quando olho para trás já está sujo outra vez.

Como eu admiro quem, sem empregada interna, tem sempre a casa num brinquinho.

Aqui fica uma mais que merecida homenagem a todas as donas de casa.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Sea Life




Ontem a família Neves Pinto rumou a Norte, para conhecer o Sea Life (o "oceanário" lá do sítio).

O espaço está muito giro e recomenda-se a visita. Pena que os bilhetes sejam caríssimos, o que inviabiliza a ida de muita gente.

terça-feira, 1 de junho de 2010

Feliz Dia Meu Anjo



Não assinalo, de forma particular, o Dia Mundial da Criança pois tenho-o vivido, de forma constante, desde o dia em que esta foto foi tirada - aquele em que a Leonor chegou a casa.

Dentro daquilo que sei e posso, tenho tentado que todos os seus dias sejam especiais.

Não amo a minha filha, mais do que as outras mães amam os seu filhos. Amo-a simplesmente. Mais e mais a cada dia que passa.

Amo-a sem reservas e com todas as minhas forças, só por existir e me ter dado uma 2.ª vida.

Feliz dia Meu Anjo

Stop Vuvuzelas

Soubesse eu como fazê-lo e garanto que já tinha criado, no facebook, o Grupo "Stop Vuvuzelas, a bem da nossa sanidade mental".

Eu até sou grande defensora de causas colectivas, acho lindo ver um povo unido em torno de uma causa comum. Mas, por favor, podíamos fazê-lo sem ruído.

Porque não tornar a colocar bandeirinhas nas janelas, tão colorido, tão patriota.

Dou-me mal com os ruídos, que querem que faça? Ainda o mundial não começou e já sinto que tenho uma vuvuzela dentro da cabeça, sempre a apitar. Bolas.

Temo bem que isso vá afectar, também, a sanidade mental das nossas estrelas. Depois queixem-se.