Mensagens

Passou tão rápido!

Hoje, a patroa mais velha caiu em si e percebeu que está a encerrar um ciclo da sua vida. O ano lectivo está a acabar e dirá adeus ao ensino básico.
" Passou tão rápido, mãe!", foi a conclusão a que chegou.
E eu que pensava que a rapidez do tempo só afectava a malta com mais de 40 anos, vejo agora que é algo que aflige todos sem excepção.
Poupei-a, claro, a conversas de circunstância sobre a importância de viver cada momento no seu tempo, mas não pude deixar de ficar a matutar nisto. Está crescida a minha bebé.

O problema do Boris

Imagem
O Boris anda com umas insónias terríveis e não encontra melhor forma de as aliviar do que acordar-nos com os seus miados.
É lindo e fofo, o bichano, mas estas
insónias começam a chatear.
Há dias, quando desabafava sobre as noites agitadas que o fofinho tem proporcionado, alguém me lembrou que ele dorme o dia todo pois está sózinho em casa. Está certo, afinal o problema do Boris é a solidão. Pondero meter baixa para o acompanhar ... e dormir.

Doce forma de alertar

Está com um bom índice de massa corporal. Não pode é piorar!
Percebi a mensagem. Agradeço a doçura das palavras.

Lamento desiludir-te, filha

No meio de uma acalorada discussão, a pequena perguntou " achas que ter 10 anos é só mandar?!!!".
Não quis desiludi-la, até porque a conversa não era comigo, mas a vontade que tive foi dizer-lhe que a irmã está mesma convencida que sim. E consta que a coisa tem tendetend a piorar. Deus nos guarde.

A culpa não é do sol, como não seria da chuva!

A culpa não é do sol, como não seria da chuva! A culpa é do desinteresse, da falta de identificação, da incapacidade de perceber que todos podemos e devemos contar.
Paralelamente temos fenómenos como os da extrema direita a ganhar força. Porque há aqueles que votam. Por cá teremos um provável vencedor que representará 9% da população. 30% de 30% é o que dá, certo? ( Raciocínio roubado, claro, que sou péssima a matemática).
É triste.

Sem palavras

Se este blogue tivesse rubricas, este post iria directamente para a "Sem palavras".
Quando nos sentimos um trapo velho, angustiados por uma falha cometida, e encontramos uma Amiga que em vez de nós passar a mão pelo pêlo nos diz que efetivamente estivemos mal só podemos ficar sem palavras.
Há momentos em que precisamos mesmo destas chamadas de atenção.
Dificilmente existiria alguém tão diferente de mim. Não partilhamos gostos, musicais ou outros, muito menos os mesmos ideais. Mas também dificilmente encontraria alguém de quem gostasse tanto e me fizesse rir naquele momento de angústia.
Obrigada miúda.