quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Abate do cão Zico

Fiquei hoje a saber que a petição contra o abate do cão Zico (aquele que há dias atacou um bebé de 18 meses que acabou por falecer) tem já 10.000 assinaturas.

Gosto muito de animais, acreditem, mas não percebo esta mobilização. Mas não me devia admirar depois de saber da ameaça feita pela BB de renunciar à nacionalidade francesa caso o Governo não recue na intenção de eutanasiar dois elefantes doentes.

Estamos a falar de um ser irracional cuja perigosidade levou à morte de um bebé. Até pode ser que tenha sido o único episódio de violência mas valerá a pena arriscar que ocorra um segundo? Qual a alternativa? Tratamento psicológico e esperança que não se repita o acesso de raiva?

O dono tem culpa? Pois não sei. Sei que o processo de inquérito já está em curso e caso se apure alguma responsabilidade será sancionado e bem.

Agora, acho é que não faz sentido gastar forças neste tipo de causa.


A minha irmã do meio tinha 6 anos quando foi atacada por pastor alemão. Lembro-me de a ver chegar a casa, vinda do hospital, com a camisola cheia de sangue e um dreno na cabea. Teve mais sorte que este menino.

O cão, que tinha todas as condições possíveis e imaginárias, foi abatido e, sinceramente, sentimo-nos todos mais tranquilos com esse facto.

Não está aqui em causa uma eutanásia indiscriminada, obviamente, mas de uma medida para prevenir males futuros.

Que tal usar as nossas energias a defender os animais abandonados ou que estão em canis, por falta de quem os receba em casa? Talvez fossem melhores empregues.

28 comentários:

  1. A questão é que, na autópsia da criança falecida, vem, ao que parece, referido que não há indicação de mordidas nenhumas! Será que os donos se aproveitaram do cão para esconder algum "acidente"?! Negligência?! É por isso que essa petição está a ganhar força e a mobilização de 11 mil assinaturas..

    ResponderEliminar
  2. Exatamente, o problema está aí, pelo que se tem lido nos meios de comunicação e segundo relatório da autópsia, a menina morreu com um traumatismo craniano e não apresentava quaisquer marcas de mordidas.
    A mim parece-me, e já que o dono(?) do Zico disse que há mais de 1 ano e meio que pretendia abatê-lo, que é um pretexto para esconder qualquer coisa que poderá, alegadamente, ter acontecido.
    Mas claro, a "corda" rebenta sempre do lado mais fraco...

    ResponderEliminar
  3. Um cão é o que o dono faz dele e por isso mesmo os animais não devem ser penalizados. Como diz são animais irracionais e não têm culpa nenhuma no modo como foram educados. Já tive cães que vieram da rua, alguns muito agressivos, e consegui reabilitá-los. Penso que o Zico, mesmo tendo morto a pobre criança, não deve ser abatido. O problema das pessoas é que vão logo pelo caminho mais fácil em vez de enfrentarem e resolverem os verdadeiros problemas.
    Luto contra o abandono e maus tratos a animais assim como também luto contra o abate do Zico.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo contigo Sara. Lamento profundamente o que aconteceu a esse anjinho que já está no céu, mas, um animal só pode ser considerado perigoso se tendo todas as condições devidas, como carinho, espaço e alimentação e é essencialmente agressivo. Este caso é de crime de negligência familiar.A família é que tem que ser responsabilizada, para exemplo de outras famílias que mantêem zicos nas mesmas condições.

      Eliminar
  4. Bem pensado. Vamos todos lutar para abater o cao. Ou nao! é gente estupida e idiotica como voce que quer terminar com a vida de um pobre animal que nao fez absolutamente nada a nao ser levar porrada do dono todos os dias, maus tratos e ainda falta de carinho e atençao. Ja agora o cao so morde e se nao a marcas de dentes como pode ele ter morto a bebe??? magia so pode. Ja agora seguindo o seu raciocinio sra. Neves para a proxima vez que matar um animal podemos fazer circular uma petiçao para a mandar abater a si. Que tal lhe parece a ideia?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sr. Anónimo das 20:42, creio que não percebeu nada do que eu quis dizer no post. Quando tiver um tempinho, tentarei explicar-me melhor.

      Entretanto, experimente manifestar a sua opinião de forma racional e civilizada. Veja os comentários das 14h37, 16:07 e da Sara Costa e aprenda que é possível manifestar discordâncias sem ser insultuoso e ameaçador.

      Eliminar
    2. Minha senhora, está a condenar um animal sem provas. A autópsia diz que não tem mordidelas! Também eu assisti à minha irmã bébé ser mordida em África por um cão, eu mesma também pequena a levei pela mão a pedir socorro e digo-lhe nunca vi tanto sangue na minha vida, mas nem por isso desejo a morte deste pobre animal "Zico". Sim é uim ser irracional! logo nós racionais temos o dever e obrigação de o defender se assim o merecer, certo ? ou na sua cabeça é só animal mesmo ?
      Luisa

      Eliminar
    3. Cara Luísa,

      não pretendo alimentar polémicas por isso tentei resumir o meu pensamento no post seguinte.

      Se puder, leia o ponto Obrigada pelo comentário

      Eliminar
    4. Luísa, refiro-me ao ponto 4

      obrigada

      Eliminar
  5. Agradeço os vossos comentários e a forma educada e sensata como os fizeram.

    À Sara Costa elogio o trabalho e empenho na causa.

    Peço desculpa por, dada a limitação de tempo, só responder directamente ao anónimo das 20:42. mas a falta de educação ultrapassou os limites.

    ResponderEliminar
  6. Desculpe mas não consegui ler todo o seu texto. Perdi-me no terceiro parágrafo. Quando diz "Estamos a falar de um ser irracional cuja perigosidade levou à morte de um bebé"... está a falar do cão ou do dono? Ou dos pais do bebé? Se o ser irracional e perigoso é a pessoa que deixa um bebé andar pela casa de noite com um cão a dormir na cozinha, então estamos de acordo. Não querendo parecer insensível, mas se alguém me caísse em cima e eu a dormir também eu "mordia".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso referia-me ao cão e às dúvidas que tenho sobre a possibilidade de reabilitação (já que a razão é o que distingue o homem do animal, em regra).

      Mas tem razão Solange. Se for verdade o que se diz sobre o dono, este também é irracional e tem de ser severamente punido.

      Eliminar
  7. o que tu escreveste nao faz sentido, pois tu nao deves ter pena da criança. a culpa é dos pais que a deixaram com um pitbull... o cao nao fez mal à criança, ja se sabe disso... nao sei porque é que ainda se anda aí com coisas acerca disso, quando ja se sabe que o bebe morreu por causa da queda... essas pessoas que têm o nome de pessoas mas mais parecem caes é que deviam morrer por acharem que o cao é o culpado.... Este pais vai de mal a pior, fds -.-

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sara, penso que não percebeste bem o que eu quis dizer. E sim, lamento muito o falecimento do Dinis (creio que era o nome do bebé).

      tentei explicar melhor a minha ideia no post seguinte. não vou é alimentar guerras.

      Obrigada pelo comentário

      Eliminar
  8. GOSTO DE ANIMAIS!!! RESPEITO TODAS AS FORMAS DE VIDA...É A PROVA MAIOR DE SER HUMANO,SER VIVO RACIONAL ENTRE OS OUTROS SERES VIVOS NÃO RACIONAIS...A RAZÃO que distingue o homem do animal...este princípio básico é uma forte e essencial razão para USAR BEM A RAZÃO e pedir responsabilidades a quem tem RAZÃO e não a utiliza bem ( aos familiares, ao pai, ao avô...),não agiu com essa RAZÃO...será usar bem a RAZÂO deixar um tenro bébé sózinho às escuras pela cozinha quando aí se deixou ficar a dormir um animal irracional ( não tem razão, não pensa ),que até era um cão indesejável (segundo as palavras do avô ) e possivelmente maltratado ,que até se chama Zico???!!!...que esperavam?...como atribuir responsabilidade a um ser irresponsável que, no fundo,seja cão, gato ou outro qualquer animal, É SEMPRE O QUE O DONO FAZ DELE ...SE HOUVER ALGUÉM A SER PENALIZADO DEVERÁ SER O DONO, SER CONSCIENTE COM RAZÃO,QUE FOI IRRESPONSÁVEL E QUE FORMOU O ANIMAL À SUA PESSOA OU DESCUIDOU A SUA FORMAÇÃO... Luto contra o abandono e maus tratos a animais, assim como também luto contra o abate do ZICO...quando oiço falar de "cães vadios" que percorrem as nossas ruas, tantas vezes procurando completamente desorientados quem os abandonou, o seu pseudo dono, eu costumo dizer: "cães vadios, NÃO ! cães ABANDONADOS !...VADIOS SÃO OS DONOS QUE OS ABANDONARAM e que deviam ser chamados à responsabilidade através do CHIP obrigatório, sempre fiscalizados quando se encontrar um cão abandonado OU MALTRATADO PELOS DONOS ( PANCADA, MAUS TRATOS,FALTA DE ALIMENTAÇÃO E INSTALAÇÕES EM CONDIÇÕES DEGRADANTES OU FALTA DELAS, FALTA DE CARINHO E ATENÇÃO...)e, de seguida,chamar à responsabilidade o dono e penalizá-lo pois ele é que é o ser responsável... TUDO ISTO FAZ PARTE DA CIVILIZAÇÃO, TUDO O QUE FOR CONTRÁRIO A ISTO É UM RETROCESSO CIVILIZACIONAL.... Neste caso do ZICO, há que investigar a causa da reacção do cão e do seu ataque pois se se confirmar que houve incúria da parte dos familiares do bebé e se houve maus tratos ao animal, OS DONOS DEVERÃO SER PUNIDOS !!!...E NUNCA O Zico !!! " POR CADA VIDA PERDIDA DEVIDO AO ATAQUE DE UM ANIMAL, VÁRIAS VIDAS SÃO SALVAS POR ANIMAIS !!! "

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo consigo Ludovico Rosa. O que digo é que se provar que a morte do bebé tiver sido causada pelo cão é demasiado arriscado mantê-lo vivo pois pode acontecer um novo ataque (independentemente da razão pelo levou o cão a tornar-se feroz).

      Penso que aquilo que ambos dizemos não colide em nada.

      Obrigada pelo seu contributo

      Eliminar
    2. se ser racional é ter o comportamento que nós os seres humanos temos ?!?!? é ser racional matar milhões de seres da mesma especie? e quanto a ataques de fúria... quer melhor exemplo de irracionalidade do que a dos seres humanos...

      Eliminar
  9. Que raio fazia uma criança de 18 meses numa cozinha às escuras?
    até podia ser um caniche, a dormir onde ela tropeçou caiu e bateu com a cabeça...

    ResponderEliminar
  10. Quem criou este processo pró-cão devia ser responsabilizado criminalmente por profanação da honra do falecido e do luto da família. Com a agravante de quererem visibilidade pública à custa da miséria alheia.

    ResponderEliminar
  11. Os cães podem ser reabilitados. Basta ir à União Zoofila onde recebem cães abandonados e mal tratados ao ponto de ficarem com medo das pessoas e reagirem mal à presença humana e ver a recuperação fantástica que muitos deles (a maioria) têm.

    ResponderEliminar
  12. o termo "animal irracional" há muito tempo k está posto de parte pela ciência epelo mundo cientifico... informe-se.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podia ser simpáttico)a) e informmar-nos a todos. É para isso que servem as tricas de ideias

      Eliminar
  13. Bom dia, bem Susana, este post trouxe cá uma movimento ao teu blog....

    Sem entrar em polémicas, acho que se fez bem em fazer uma petição para impedir o abate de momento.

    Acho que se faz muito bem, em apurar o que se passou e depois disso, que se cumpra a lei na sua totalidade.

    Há inúmeras leis neste país onde não me revejo,mas sendo lei são para se cumprir ou fazer pressão para se alterar.

    Beijocas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca pensei que o post fosse tão polémico, mas deu para pensar neste assunto tão delicado.

      Beijinhos Gigi

      Eliminar
  14. Susana, se não sabes a minha opinião sobre o assunto, acho que deves adivinhar. Queria deixar apenas algumas impressões:

    - Lembraste da conversa que tivemos acerca de blogs quando eu estive em Portugal? Pronto, é isso. Assim que se manifesta uma opinião pessoal há sempre gente disposta a, por detrás do anonimato, entrar em ataque de formas duvidosas... Por outro lado, gostei do movimento que este post gerou. Houve também pessoas não só bem informadas como bem respeitosas que participaram e que deram pontos muito válidos.

    - Não acredito em cães bons e cães maus. Acredito que há cães bons com a má sorte de ter nascer em Portugal, onde as atitudes medievais para com os animais ainda são largamente aceites e pouco ou nada puníveis por lei. Isso já se viu naquele caso recente em que um cão foi arrastado atrás de um carro por kms e o autor praticamente saiu incólume. Não façamos confusão. Irracional não é o cão, mas o homem.

    - Como já foi mencionado anteriormente, os cães podem ser reabilitados, com paciência e cuidados adequados.

    - As pessoas dão o que podem e envolvem-se nas causas em que acreditam, e isso é algo que devemos respeitar. A defesa do Zico é, quanto mais não seja, algo simbólico que talvez sirva para alertar a sociedade e as autoridades de que algo precisa de ser mudado, começando pelas leis, que precisam de reformulação urgente. Sinceramente eu fico agradecida por as pessoas ainda terem capacidade de reacção contra injustiças. Esse é um dos grandes motores da democracia.

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não pretendi, de todo, ser polémica. Nunca me passou pela cabeça que criasse esta confusão mas houve ideias muito váçidas nesta troca de ponto de vista e não retiro razão a quem a manifesta civilizadamente

      Quanto ao azar de nascer em Portugal, discordo. Sabes bem que não são as leis que fazem os comportamentos, embora sirvam para os regular.

      Podia acontecer em qualquer país. Lembra-te da violação de que falaste ainda esta semana. beijinhos

      Eliminar
    2. As leis não fazem os comportamentos, mas têm certamente o poder de condicioná-los... Muito mais do que leis inexistentes, pelo menos. Desculpa, sister, dizer que as leis não fazem comportamentos não é desculpa para não implementar novas leis e melhorar leis existentes. Beijinho. (Continuamos amigas)

      Eliminar
    3. Vejo que não percebeste onde queria chegar. Nunca disse que não era necessária legislação. Um dia continuamos a conversa pessoalmente. Claro que continuamos amigas

      Eliminar

Obrigada por dar vida a este blog.