segunda-feira, 12 de maio de 2014

O nariz, o coração e uma grande lição

Ontem a Leonor deu uma queda como nunca tinha visto igual.


Após um ralhete do avô, por ter fugido no passeio, a pequena dama ofendida começou a correr em direcção a mim.


Nisto, tropeça, cai e dá com o nariz em cheio nas traseiras de um carro que estaa estacionado.


Começou a berrar (aquilo deve ter doído mesmo) e a deitar sangue no nariz e lá fomos (eu e o avô) tratar da pequena.


O pobre do avô ficou tão aflito que estava a ver que lhe dava um ataque cardíaco (mesmo sem se ter lembrado que o casal de namorados que ia a passar na altura do ralhete podia chamar a polícia, pois a gritaria começou logo após a sua passagem).


A certa altura não sabia se me devia precoupar mais com um ou com outro.


Felizmente, apesar do aparato da queda, a rapariga está bem.


O avô é que ainda não está totalmente recuperado.


Espero que o ocorrido tenha servido de lição à Leonor, embora desconfie que não.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.