sábado, 7 de junho de 2014

A arte dos bonecos reborn

Já tinha lido uma reportagem sobre os "reborn", uns bonecos que são cópia fiel de recéns-nascidos, mas só ontem tive a oportunidade de estar próxima de um.


A semelhança é, de facto, impressionante. Acho que aquilo que acaba por os denunciar é precisamente a perfeição.


Os bonecos são tão realistas que, quando me apercebi que aquilo que estava a ver não era o neto da minha colega, me arrepiei.


A mim, causam-me arrepios, mas gostei de saber (lendo este artigo) que podem ser motivo de conforto e serenidade para doentes de Alzheimer, por exemplo.

4 comentários:

  1. Não fazia ideia que isso existia! :o
    São assim tão reais? Mas é bom saber que podem ajudar alguém :)

    ResponderEliminar
  2. São super realistas. Vi 2 pessoas que pediram para pegar no bebé, que só se aperceberam que era um boneco quando o tinham nos braços.
    Admiro a perfeição do boneco, mas arrepiei-me só coma ideia de lhe pegar porque me lembra um cadáver. Acho que é a Revista Maria que esta semana traz também um artigo sobre estes bonecos :)

    ResponderEliminar
  3. Nunca estive perto de um e desconhecia que podiam ser úteis aos doentes de Alzaimer...
    Beijinhos
    maria

    ResponderEliminar
  4. Também não sabia. Com essa finalidade serão úteis, mas confesso que "ao vivo" me meteu impressão beijinhos

    ResponderEliminar

Obrigada por dar vida a este blog.