quinta-feira, 5 de junho de 2014

Porquê, porquê, porquê?

-Tenho de limpar isto, Tita.
- Porquê?
- Porque está sujo.
-Porquê?
- Tem pó.
-Porquê?


(...)


Não há frase que se diga cá em casa que não resulte num "porquê?" da Tita,


Não há que enganar, os 3 anos são a idade dos porquês (se procurar bem no blogue hei-de ter escrito um post igualzinho a este há uns 2 anos).


Até ao vigésimo porquê (sobre uma simples e inocente frase, tem imenso piada. A partir do vigésimo primeiro começa a chatear... quanto mais não seja porque revela, de forma crua e nua, o nosso desconhecimento sobre coisas tão simples como "porque é que o passarinho da vizinha é amarelo?".

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.