sexta-feira, 25 de julho de 2014

Ah, tão bom

E aquelas noites em que as patroas sonham comigo e chamam mãe insistentemente até me acordarem, sentirem ao seu lado e passarem a sonhar com outra coisa.


Ah, tão bom para me fazer despertar com uma bela dor de cabeça e ocupar o tempo que ainda tinha para dormir a fazer coisas úteis como dobrar roupa.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.