sábado, 12 de julho de 2014

É que dava a ponta do dedo mindinho da mão esquerda

Neste momento dava a ponto do dedo mindinho da mão esquerda por um manual de instruções que me ensinasse a lidar com a teimosia e o orgulho de algumas pessoas.

Supondo que não valha a pena, porque não há livro com fórmulas mágicas para as relações humanas, posso dar a mesma parte do corpo por um presépio pintado à mão, que acabei de ver na Vista Alegre.

Podia pedi-lo ao Pai Natal, mas presumo que o seu orçamento (no que à minha pessoa diz respeito) não ascenda à módica quantia de 1950€.

E pronto, acho que é melhor voltar à terra.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.