sábado, 17 de janeiro de 2015

Que tipo de mãe quer ser?

Ontem tiv(emos) consulta na pediatra. Foi, literalmente, 3 em 1.

Fiquei a saber que estava na iminência de fazer uma otite, o que tem a sua graça e faz todo o sentido ser diagnosticado numa consulta de pediatria.

E cá estou, com o 2.º antibiótico em 15 dias. Pelo menos a febre já passou, o que é uma grande coisa.

Sou completamente devota desta pediatra que, além de excelente profissional, tem um 6.º sentido e sensibilidade apuradíssimos.

Andava mesmo a precisar de uma conversa sobre o comportamento da Leonor quando está comigo.

Como sempre a Dr.ª NB não podia ter  sido mais assertiva e disse para pensar que tipo de mãe quero ser. A autoritária, a permissiva, a protectora, a assim-assim (...)? E que dessa resposta vai depender tudo o resto.

Percebi perfeitamente o que me queria dizer e nem preciso muito de pensar que tipo de mãe quero ser pois sei-o há muito.

Resta-me agora conciliar essa parte com a forma de lidar com certos comportamentos da Leonor.

Tarefa difícil, a minha.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.