sábado, 18 de julho de 2015

Estou que não me entendo

Estou que não me entendo e, certamente, hoje (e nos dias que antecederam este) não me recomendo.


O que vale é que chegou este dia e a oportunidade de me retirar (ainda que por breves 24 horas) para um lugar que me inspira paz e onde acredito irei reencontrar-me. Às vezes precisamos do silêncio para conseguir ouvir (perdoem-me o lugar comum)               

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.