Aquela ténue fronteira entre necessidades do organismo e gula

O meu organismo está, constantemente, a pedir-me para comer porcarias.

Para iludir a consciência, chamo-lhe carência de nutrientes, por azar, pouco consensuais.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Um queixo suturado e um coração rachado

Hoje dei os meus impostos por bem empregues

Só Deus tem os que mais ama