terça-feira, 15 de setembro de 2015

Dia Mundial do Linfoma

 Hoje assinala-se o Dia Mundial do Linfoma, o bicharoco que me bateu à porta há 7 anos.


O objectivo é dá-lo a conhecer, para que todos estejam atentos a possíveis sintomas.


O linfoma é um cancro do sistema linfático. Ninguém conhece aquilo que o origina, nem existirá forma de o prevenir. Por isso, importante mesmo é quen não descuremos pequenos sinais para que procuremos o médico o mais cedo possível.


Entre os sintomas mais comuns estão:


Febre
Suor (especialmente à noite)
Fadiga ou cansaço
Dor abdominal
Perda de peso inexplicada
Pele áspera
Comichão


No meu caso, o rapazote resolveu mostrar-se através de uma pequena ferida na pele (semelhante a um furúnculo) e, só mais tarde, apareceu uma comichão insuportável.


Não tive nenhum dos outros sintomas que referi e estava a viver uma gravidez "santa".


Apesar do precalço, como sabem os que por aqui vão passando, a Leonor nasceu linda e saudável, de parto normal. A isso ajudou o facto de o linfoma ser um dos cancros com maior taxa de sobrevida.


Depois de a Leonor nascer, começou a batalha contra o linfoma que (neste caso concreto) passou por 6 ciclos de quimioterapia (12 sessões).


Em resumo, e indo ao que interessa neste dia, há que estar atento ao nosso corpinho.


E, caso o linfoma nos bata à porta, mostrar-lhe quem manda.


A todos aqueles que vivem o problema. deixo o convite a partilharem experiências e medos (são tantos). A mim ajudou/ajuda.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.