sábado, 19 de setembro de 2015

Final da novela. Não gostei

Fui seguindo a novela Mar Salgado de forma  muito irregular, por causa das patroas. Claro que, apesar da irregularidade, consegui estar sempre minimamente actualizada dada a tendência dos autores de novela (possivelmente enusiasmados com as audiências) para "encher chouriços".


O final foi aquele que se esperava, com amores reatados, muitos beijinhos, abraços, sem esquecer o castigo dado aos maus.


Tinha tudo para ser enternecedor mas, lamentavelmente, alguém decidiu que o castigo dos maus (no caso, o castigo da peste da Patrícia) iria para além de uma condenação na justiça. Vai daí, assim que a menina entra na prisão, entra em cena a justiça popular, simbolizada numa enorme carga de pancada.


Não gostei. Era perfeitamente escusado e foi uma ideia, no mínimo, infeliz.


Bem sei que estou a falar de uma novela, mas a verdade é que os ânimos do povo andam tão exaltados que já há gente a mais a achar normal (na vida real) a justiça popular. Podia ter sido evitado, digo eu.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.