PNR

Campanha eleitoral é sinónimo de tesourinhos deprimentes, em sentido lato.

Os tempos de antena ou são inócuos ou ridículos. Dentro dos ridículos há os que dão para rir e outros que dão vontade de chorar ao perceber o ponto a que chega a estupidez humana.

Os do PNR, por exemplo, estão nesta última categoria.

Depois de ouvir falar no medo que têm de ser subjugados pelos povos refugiados só me ocorrem ideias brejeiras quanto à origem do medo da dita subjugação.

Vale-me o facto de ser uma lady que me coibe de expressar todos os pensamentos.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Um queixo suturado e um coração rachado

Hoje dei os meus impostos por bem empregues

Só Deus tem os que mais ama