Fonte de vida

 
Por estes dias andei no baú e descobri esta foto, que me diz muito. Nela vejo felicidade em tempos turbulentos. A pele e cabelos baços, as sobrancelhas ralas, a saliência do cateter subcutâneo por onde escorriam os químicos que haviam de ajudar a curar-me, tudo marcas de uma  fase em que o Amor foi verdadeira fonte de vida. Aquela menina  de olho vivo, por quem lutei tanto, a verdadeira prova que o melhor de nós está sempre para vir.
 
Bom domigo a todos
 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Para a Luísa

Até ao céu

3 professores em 4 anos!