Realidade(s)

Realidade(s) há tantas quantas aqueles que as sentem.
Não há nada de objectivo nisto de sentir. O que vemos, ouvimos, cheiramos, provamos, provamos é necessariamente diferente consoante a nossa sensibilidade e está moldada por crenças e preconceitos nem sempre lineares.
Matemática nem a contabilidade, não vale a pena.
Não tenhamos, pois medo de assumir o nosso eu em tudo que tem de único e autêntico. Deixemos os carneiros nos rebanhos.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Este é para quem gosta de hamburguer´s e culpa sempre a vontade

12 anos, bodas de seda

Irrita-me a estupidez humana