terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Cartas ao Pai Natal

Sou uma madrinha chata, que só oferece livros, dvd`s e cd´s.

Não gosto, em regra, de oferecer brinquedos porque as crianças a quem costumo oferecer prendas têm de tudo, felizmente.

Até a piolhita que tenho cá em casa já conseguiu, em apenas 7 meses, encher o seu quarto de tralhas. Resultado, acabam por não valorizar nada.

Mas ontem tive conhecimento de uma campanha que achei muito gira e não resisti em aderir. Os CTT contactaram uma série de instituições que apoiam crianças carenciadas e convidaram os meninos a escrever cartas ao Pai Natal.

Quem quiser, pode ir a uma estação dos correios, pedir uma dessas cartas e realizar o sonho de uma criança neste Natal. Sonhos tão simples, quanto ter um cachecol da selecção portuguesa.

Por coincidência tinha mesmo de ir aos correios ontem e, assim, adoptei o João, um menino de 6 anos que, talvez por não saber escrever, se limitou a fazer um desenho abstracto. Hoje lá terei a responsabilidade de escolher um brinquedo (este comprarei com todo o gosto) que realize o seu sonho. Desconheço qual seja, mas vou esforçar-me por escolher algo que se possa tornar especial.

5 comentários:

  1. Olá Susana, boa tarde.

    Obrigado pela visita e pelo comentário.
    É bem verdade o que diz.
    No meu post (Criança sofreu...mas valeu a pena) está a prova.

    Beijinhos e felicidades aí pra casa.

    ResponderEliminar
  2. Lá vou eu amanhã aos CTT pedir uma carta!

    ResponderEliminar
  3. Olá menina mamã!
    Boa ideia essa dos CTT...vou fazer isso. Tenho que lá ir e aproveito para, realmente dar uma prenda a quem dela precisa.
    Um grande beijinho
    TeresaM

    ResponderEliminar
  4. obrigada amiga,volte sempre ...a casa é sua.!!!

    ResponderEliminar
  5. É uma ideia engraçada. E que tal adoptares uma por mim? O reembolso seria em Janeiro, aquando da minha próxima visita. Pensa nisso. Beijinho

    ResponderEliminar

Obrigada por dar vida a este blog.