sábado, 16 de janeiro de 2010

Desculpas esfarrapadas

Ontem, quando fui às compras, passei uma grande vergonha, que serviu para perceber que as desculpas esfarrapadas podem ser verdadeiras. Há que dar o benefício da dúvida, por vezes.

Fui ao hiper com a Leonor e, por uma questão de logística, levava 2 sacos, pendurados no carrinho da princesa rainha, onde ia colocando os produtos. A certa altura tive necessidade de utilizar também a parte de baixo do carrinho.

Depois de por tudo no tapete rolante, preparava-me para passar para o lado de fora da caixa e começar a guardar as compras.

De repente vi a funcionária da caixa a olhar muito para o carrinho e, babadíssima, pensei para comigo "mais uma a meter-se com a Leonor".

Só que a cara da senhora não era a de quem olhava para uma bebé linda e simpática.

Passdos uns segundos, diz-me a senhora "desculpe, mas não tem uma lata de leite no carrinho"?

Bem, as minhas bochechas devem ter ficado iguaizinhas a duas brasas incandescentes, tal o calor que senti.

Olhei para a parte debaixo do carrinho da Leonor e lá estava a maldita lata.

Comecei a balbuciar umas desculpas que, apesar de verdadeiras, devem ter soado como verdadeiras patranhas de 2.ª categoria.

Realmente, quem é que acredita que eu tirei outras coisas debaixo do carrinho e não vi uma lata daquele tamanho? Quem é que acredita que depois de ter colocado as compras (que vi) no tapete me lembrei "bolas, esqueci-me do leite da Leonor e já não vou aproveitar o desconto de 10%"? Eu não acreditava.

1.ª Conclusão - Tenho mesmo de voltar ao trabalho pois, tal como para os negócios, não sirvo para o sub-mundo do crime (para além de não ter arte, não sei escolher os cúmplices).

2.ª Conclusão - Mesmo a desculpa mais esfarrapada pode ser verdadeira

3 comentários:

  1. mais não é que qdo minha Larissa era pequenina .isso tambem me aconteceu....no meu caso eram bolachinhas daquelas de bebe......affffffff que carão que passei........
    beijos

    ResponderEliminar
  2. Olá Susana.
    Achei graça à tua mensagem,sabes já me aconteceu 2 vezes o mesmo,mas a empregada não viu nem eu,uma vez pus uma caixa de Skip debaixo do carrinho só vi quando vinha a sair,é claro que não voltei para trás eheheheh,outra vez comprei um blusão para o meu filho,vinha no cabide ,eu pendurei no carro das compras,nem eu nem a empregada reparamos,só quando cheguei cá fora é que vi,mas mais uma vez não voltei para tras ...ora essa eu não roubei nada eles é que não viram e não disparou o alarme,além disso fazemos tantas compras e não nos dão nada pelo Natal,assim sempre vem alguma coisa eheheheh.


    Não te sintas envergonhada com isso porque é normal e,devem passar vários casos desses durante o dia pelas caixas.
    Beijinhos e um óptimo domingo.

    ResponderEliminar
  3. A tua mini-cúmplice é que não cumpriu bem o seu papel de sedutora, senão a funcionária nem tinha reparado :)

    ResponderEliminar

Obrigada por dar vida a este blog.