domingo, 15 de agosto de 2010

Agora a mamã

Uma vez que a tagarela da Leonor já desvendou o segredo, é vez da mamã vos falar.

Este bebé, cujo nascimento está previsto para 19 de Março (Dia de S. José, o Pai de Jesus) sempre fez parte dos meus sonhos e dos nossos planos.

Por momentos pensei que esse plano não se poderia realizar, pois a infertilidade é um dos possíveis efeitos secundários da quimio.

Tentei conformar-me com essa possibilidade e comecei a dar e emprestar a roupa da Leonor. Fazia questão que fosse usada por muitos outros bebés.

Mas pelos vistos, tudo não passou de mais um pesadelo que acabou por passar.

E 6 meses depois da quimio engravidei. Não era suposto ser tão cedo, por motivos vários que vão desde a minha saúde ao facto de ter uma pequena "terrorista" de 15 meses que absorve todas as nossas energias. Mas acredito (tal como acreditei durante a doença) que Deus sabe o que faz.

Quando recebi a notícia o coração disparou e fiquei com "taquicardia" durante uns bons 5 minutos. A 1.ª diligência foi ir falar com a minha oncologista, que ficou toda feliz. Segundo ela, o único senão é que neste momento não se sente tão segura (como se sentiria daqui a uns 3, 4 anos) para me dizer que não terei uma recaída. Mas mesmo daqui a 3, 4 anos não o poderia dizer com 100% de certeza. Por isso, é seguir a vida normalmente e fazer os exames normais, nos momentos indicados.

A ginecologista diz, de forma aboslutamente convicta, que a quimio não teve efeito sobre este óvulo, pois o que tinha de intoxicar, já intoxicou. Para ela é uma gravidez perfeitamente normal.

E eu, passados os primeiros dias de stress, estou cada vez mais feliz. Só não sei muito bem como é que vou conseguir tirá-los os 2 dos carro e levá-los para o infantário ( e coisas do género), mas não deve ser nada impossível de fazer.

É com muita alegria que irei partilhando aqui o vôo da cegonha.

Obrigada pelo vosso carinho

11 comentários:

  1. Que bom, susana.
    Fico tão contente.
    è uma alegria.
    Sabes que tb estou a viver o mesmo, com a difernça, que o Miguel aind nasce este ano se Deus quiser.
    e apesar de ser só um, tb tenho essas duvidas todas.
    Um beijinho muito grande e tem uma gravidez tranquila.

    ResponderEliminar
  2. Olá Susana
    Esses medos são normais, mas tudo passa:)
    As minhas têm 18 meses de diferença e não deram trabalho a colocá-las no carro, uma já ia pela mão e a outra no ovo:)
    A Leonor até se vai divertir a ser a "menina das fraldas" lol

    jokas

    ResponderEliminar
  3. Ainda estou com uma lagrimita nos olho0s de tanta felicidade.

    Um bébé é sempre uma optima notícia.

    Muitos parabéns.

    Beijocas muito grandes.

    ResponderEliminar
  4. Mais uma vez, muitos parabéns, Susana. Fiquei mesmo feliz por ti. É um acto de amor e coragem, que muito admiro, acredita.
    Beijinhos,
    TP

    ResponderEliminar
  5. Olá Susana!
    Conhecemo-nos em Abril, no encontro das meninas.
    Estou super feliz por ti. Que tudo corra bem.

    Grande beijoca

    ResponderEliminar
  6. Parabéns! Estou super feliz por ti.
    Que tudo corra bem.

    Grande beijoca

    ResponderEliminar
  7. Querida Susana...que bom!
    Viva a Vida!!
    Beijinho grande
    TM

    ResponderEliminar
  8. parabéns amiga! Não há nada melhor que ser mãe!

    ResponderEliminar
  9. Parabéns de novo a ti e á familia toda!!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Que grande felicidade! :) Vai tudo correr bem vais ver! Aproveita a gravidez e eu vou acompanhando!

    ResponderEliminar
  11. Minha Linda Amiga...o importante é ess tua força de vontade...tudo vai correr bem e não te esqueças, que depois a Princesa Leonor já vai "ajudar" com o/a mano/a...!!!
    beijinhos

    ResponderEliminar

Obrigada por dar vida a este blog.