segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Jamais confiar

Quando a nossa filha, a quem deixámos carregar nas teclas do multibanco, começa a recitar em voz alta o código secreto, percebemos que não se pode confiar em ninguém.

Muito menos em crianças matreiras, capazes de conspirar contra a própria mãe.

3 comentários:

  1. Ehehehe adoro estas maravilhosas histórias, pequeninas e encantadoras.
    Muitas felicidades e boas entradas para esta família maravilhosa.
    Um grande beijinho, Susana
    TP

    ResponderEliminar
  2. Não te quero assustar, mas ela nunca mais vai esquecer esse código... Servirá para as roupas de marca, as saídas à noite, as entradas nas discotecas, os concertos no Pavilhão Atlântico (mais o bilhete de TGV de Aveiro até Lisboa), etc...etc...etc...

    Muda o código!

    ResponderEliminar

Obrigada por dar vida a este blog.