Dúvidas existencialistas de uma mãe

Devo ser, aos olhos de muito boa gente, uma má influência para as minhas filhas.

Quando entro em casa dos avós, só ouço "então Leonor, estavas a portar-te tão bem antes da mãe chegar...", "Tita, come. Estavas a comer tão bem antes da mãe chegar".

Ontem, o meu pai abriu-me a porta de casa, fez um gesto de silêncio, encaminhou-me para a sala e fechou a porta da cozinha. A Tita estava a almoçar.

Posso estar enganada, mas era suposto ser ao contrário. Há algo aqui que não bate certo.

A juntar a isto, a Leonor diz que o pai é careca porque eu ralho muito alto.

Ó meu Deus. Quem sou eu, de onde venho, para onde vou?

Assinado

Mãe com dúvidas existencialistas

Comentários

  1. Hahaha muito engraçado :)
    Eu não me preocuparia tanto, elas ficam apenas entusiasmadas por ver-te, tanto que se esquecem da comida!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.

Mensagens populares deste blogue

Um queixo suturado e um coração rachado

Hoje dei os meus impostos por bem empregues

Só Deus tem os que mais ama