terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Filhos criados, trabalhos dobrados

Sem querer desanimar ninguém, posso comprovar que o ditado popular "filhos criados, trabalhos dobrados" não podia estar mais certo.


Quem tem filhos bebés está sempre à espera do dia em que eles serão mais autónomos para poder descansar.

Pois bem, meus amigos, nada mais enganador. Sei do que falo e as minhas filhas estão longe de estar criadas.

Cada vez que uma delas passa para nova etapa do seu desenvolvimento, aumenta o meu stress (sobretudo, e curiosamente, o matinal).

Até a Tita começar a andar, as saídas de casa eram relativamente simples. Pouisava-a num sítio e só tinha de correr atrás da Leonor. Agora tenho de correr atrás das duas.

Até a Tita começar a coordenar os movimentos, dava-lha a comida num instante. Agora nem me posso aproximar. A cozinha e a cachopa ficam numa lástima à hora das refeições.

Agora é a Leonor que cisma em vestir-se sózinha. Aquilo que demorava 5 minutos, dura agora uma eternidade porque a pequena, apesar de não querer admitir, ainda tem dificuldade em enfiar cuecas e afins.

Pequenos exemplos da multiplicação dos meus trabalhos e canseiras que, já estou a ver, só terão tendência a crescer.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.