sábado, 15 de dezembro de 2012

No rescaldo da festa de Natal


 
Os dias que antecederam a festa de Natal da escolinha foram algo angustiantes. Como contei antes, a Leonor trouxe um recado da educadora para que a mamã fizesse um fato de mãe Natal. Pedido complicado de satisfazer para quem, em termos de manualidades, não vai além do ponto cruz.
 
A minha amiga Verónica veio em meu auxílio e mostrou-me uns videos que ensinavam a fazer uns tutus muito giros e simples.


Gostei da ideia mas, sabendo eu que o tule não é muito fácil de cortar, fiz batota e comprei o tutu já prontinho.

Não bastava o meu sentimento de culpa por não ter sido capaz de confeccionar o fato, ainda tive de ouvir da boca de Dona Maria Leonor "mãe, a Bela disse que era para fazer o fato e não para comprar".

Confesso que fiquei com receio de traumas futuros, mas terminada a festa parace-me que nem crreu mal.

A miúda estava gira e, apesar da sua má disposição crónica, até participou no desfile (nunca pensei que aceitasse subir ao palco).

A Tita também actuou com os amiguinhos, deixando-me de lagriminha no olho (coisa nada difícil, especialmente nesta época natalícia).

Finda a festa, fiquei KO. Devo dizer que é cansativo andar de educadora para educadora a levar e trazer crianças.

Mas o orgulho sentido ao ver as minhas crias supera largamente o cansaço provocado pelo trabalho que dão e emoções que despertam.


1 comentário:

  1. Fizeste bem em comprar. A vida é demasiado curta para gastar tempo que não temos, sobretudo tu :)

    As meninas estão lindas! Assentam-lhes bem, os trajes natalícios.

    ResponderEliminar

Obrigada por dar vida a este blog.