O mistério das cuecas desaparecidas

Quando cheguei a casa, a minha mãe perguntou-me se a menina (Leonor) tinha ido para o infantário sem cuecas.

Disse-lhe que não, que até me lembrava que as cuecas eram azuis.

Pois, diz-me a minha mãe, ela bem diz que tem umas cuecas azuis mas não as tem vestidas.

Passei a questionar a menina em causa. "Leonor, as tuas cuecas?". "Estão aqui mãe. " "Aqui onde?" "Vestidas". "Desculpa Leonor, mas tu não tens cuecas, onde é que elas estão?".

Passado algum tempo deste ping pong, resolvi raciocinar. De manhã, separei-lhe a roupa, cuecas azuis incluídas. Mas foi ela que se vestiu. Quando vi, já tinha as meias calças. Está-se mesmo a ver o que aconteceu e eu, mãe negligente, nem dei conta. Imagino o que pensarão de mim lá no infantário.

Caso para dizer que são os perigos da autonomia.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Um queixo suturado e um coração rachado

Hoje dei os meus impostos por bem empregues

Só Deus tem os que mais ama