sábado, 5 de outubro de 2013

Mães e mulheres de Portugal, deixem de lhes passar as camisas


Nós mulheres, queixamo-nos muito dos homens e de, regra geral, sermos sobrecarregadas com tarefas domésticas, filhos e outras responsabilidades que prejudicam as nossas ambições em termos de carreira.

E dizemos que queremos um sistema de quotas, que venha criar algum equilíbrio nisto tudo, garantindo o acesso de mulheres a cargos políticos e profissionais.

Como mulher, assumo a "mea culpa".

Sou eu que não consigo esperar que chegue o momento oportuno para apanhar as meias do chão e opto por fazê-lo eu; sou eu que, apesar de resmungar muito, adoro que as minhas filhas me chamem para tudo e corro ao mínimo ai.

Isto do machismo é uma questão cultural, todos sabemos, e nunca acabará enquanto não formos mudando mentalidades e posturas.

Foi por isso que gostei muito do comentário do Papa Francisco, em resposta a um senhora que dizia que o filho, de 30 anos, não definia o seu futuro e independência.

A solução, tão simples, apresentada pelo Papa Francisco foi "deixe de lhe passar as camisas".

Não podia estar mais de acordo com esta resposta, cujo conteúdo pode parecer simples mas tem muito de simbólico. E claro que isto não se aplica só aos homens, mas a toda a família que, mais do que nunca deve partilhar tarefas e responsabilidades.

 Assim lanço o aqui o desafio "mães e mulheres de Portugal, deixem de lhes passar as camisas".

Cá em casa já o fiz (e o marido agradece pois não acha piada a mangas com 5 vincos)

1 comentário:

Obrigada por dar vida a este blog.