domingo, 3 de novembro de 2013

O ponto a que chega a crueldade humana

A humanidade está perdida.

Há crianças* que acordam aos gritos, às 07h00 da manhã de um sábado, acordam a família toda (e provavelmente a vizinhança), entre a qual se encontra uma criança de 2 anos que fica assustada pelo estardalhaço.

Até aqui tudo seria  quase normal.

A crueldade deste pequeno ser humano é especialmente visível pelo facto de, após a mãe ter acalmado a mana mais pequena e se preparar para a acalmar a ela, ter adormecido profundamente como se nada fosse, deixando-as feitas parvas no meio do quarto.






* Pelo menos cá em casa

1 comentário:

Obrigada por dar vida a este blog.