Sentido de conveniência

- Leonor, quero estes brinquedos que estão no chão todos arrumados!

- Eu só arrumo estes; aqueles dois foi a Tita que dessarrumou!

- Desculpa, Leonor, mas não pode ser assim. Cá em casa todos temos de ajudar!

- Já te disse, aqueles foi a Tita!

- Ah, sim? Estás a ver estas cuecas que tenho na mão? São tuas. Se é assim, a partir de agora, és tu quem vai lavar as tuas cuecas. Cada um trata da sua roupa!

- Mas mãe, isso não pode ser.

- Não pode, porquê? Não és tu que dizes que só arrumas aquilo que foste tu a desarrumar?

- Mas mãe, eu ainda sou uma criança !!!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Um queixo suturado e um coração rachado

Hoje dei os meus impostos por bem empregues

Só Deus tem os que mais ama