Coisas de que me lembro

Faz hoje 29 anos, almocei iscas de fígado (que abominava à data).


Era, habitualmente, uma das últimas a acabar de comer lá no colégio o que me valia (com frequência) ser chamada de "pastelona".


Mas naquele diz ainda foi pior, pois fui de castigo para a copa sob a ameaça de só sair de lá quando tivesse terminado de omer o fígado.


A minha sorte foi ter chegado a hora de almoço da funcionária que me colocara de castigo e a colega que a substituiu ter um coração mais mole.


Ainda assim não me livrei de um ralhete no dia seguinte, dado precisamente no momento em que ia à copa buscar pratos e garfos para, juntamente com os meus amiguinhos e com o professor Pereira. comer o meu bolo de aniversário.


Lembro-me disto, com clareza.


Em contrapartida, não me lembro do que almocei ontem.




PS


Esta deve ter sido a forma menos subtil que poderia arranjar para dizer que faço amanhã 37 anos. Gosto tanto de fazer anos, que não resisti. Ah,ah,ah

Comentários

  1. Oh minha nossa, que história para nos avisar do aniversário!!!!

    E eu sei que não se dão os parabéns por antecipação, mas amanhã não vou ter net e por isso fica aqui já um Beijinho!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi uma história marcante :)

      Como não sou nada supersticiosa, agradeço os parabéns antecipados. Beijinhos

      Eliminar

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.

Mensagens populares deste blogue

Um queixo suturado e um coração rachado

Hoje dei os meus impostos por bem empregues

Só Deus tem os que mais ama