segunda-feira, 30 de junho de 2014

A ti, que vives noutro lugar

Farias hoje 59 primaveras aqui na terra, não fosse a pressa que Deus teve em levar-te.

Durante estes longos 7 anos, tenho-me perguntado muitas vezes se podia ter feito mais para te aliviar o sofrimento. Se estive ao teu lado o tempo suficiente. Se havia outra forma de chegar até ti.

Depois, quando páro para pensar, lembro o olhar que fazias quando me vias e tenho a certeza que posso não ter sido o melhor apoio mas, com todas as minhas limitações, dei tudo aquilo que consegui.

Sei que partiste em paz e hoje isso basta-me. Que melhor posso eu querer do que saber que, agora que vives noutro lugar, já não sofres.

Parabéns padrinho.

2 comentários:

  1. Muito bonito :)
    Esta semana fez dois anos que a minha avó faleceu. E custa sempre. Vai custar sempre ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A saudade não acaba, mas vi o meu padrinho sofrer tanto que, apesar de tudo, sei que agora está bem melhor

      Eliminar

Obrigada por dar vida a este blog.