quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Às vezes conseguem ter piada, mesmo de manhã

Estava eu a tomar o meu banho matinal de 30 segundos (aqueles que as patroas me concedem), quando ouço bater à porta da casa de banho.

Estranho (muito) já que uma das minhas maiores lutas, de momento, é conseguir que a Leonor comece a bater à porta antes de entrar e, ainda por cima, a porta estava entreaberta.

Momentaneamente acreditei (santa ignorância) que a cachopa já tinha interiorizado o ensinamento e disse-lhe para podia entrar.

Com o seu jeito teatral disse "mãe, tens de ir lá abaixo ver o que a Tita fez!!! Deu com a mão na garrafa do iogurte e entornou-o todo!!!".

Irritada com mais uma queixinha parva, respondi-lhe que não precisava de se ter dado ao trabalho de subir as escadas para denunciar a irmã e que quando eu chegasse lá abaixo iria ver e limpar.

Vaidosa, disse-me que queria ser ela a limpar ao que eu reagi com um "Muito bem! Vês, tinha sido muito mais bonito da tua parte se tivesses feito isso logo, em vez de vires aqui fazeres queixinhas."

A conversa terminou com a resposta, elucidativa, da Leonor - "Está bem, eu vou. Vamos fingir que eu não vim fazer queixinhas".

Às vezes conseguem ter piada, mesmo de manhã e com a mesa cheia de iogurte seco.




Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.