domingo, 11 de janeiro de 2015

Pobres paroquianos de Canelas

Fico incomodada cada vez que ouço falar da luta dos paroquianos de Canelas.


Incomodada e com pena daquelas pessoas, para as quais a Igreja não passa de um edifício e a ida  à eucaristia de um ritual.


Provavelmente não tiveram a sorte de ter uma avó que lhes dissesse que "não vamos à Igreja atrás do padre".


Em todo, caso se é assim que vivem a sua "fé", que vão atrás do padre, mas  deixem-se de cenas tristes como as que se têm repetido domingo após domingo, nas quais acredito que nenhum católico se revê.


A linha que separa o bom senso do fundamentalismo é muito ténue, por vezes. E não é preciso ir a Paris

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.