segunda-feira, 9 de março de 2015

Depois de vencer o cancro

Depois de vencer o cancro andei uns tempos valentes a achar-me a maior.

Estava convicta que não existiriam problemas maiores ao cimo da terra e creio que cheguei a tornar-me insensível ao sofrimento alheio (pelo menos algum).

Claro que o tempo se encarregou de me trazer de volta à terra e fazer voltar a sentir dores, que não as de agulhas.

Fico feliz ao perceber que afinal não terei mudado assim tanto mas faço questão de não esquecer o que aprendi com o cancro, mesmo que para isso tenha de parecer arrogante e dizer "eu sou a que venceu um cancro".


Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.