sexta-feira, 20 de março de 2015

Sobre a histeria à volta da Lista Vip

Dias antes de rebentar o escândalo do momento, alguém me dizia que tinha estado no café com um funconário das Finanças que se tinha gabado de ter acedido aos dados do Pinto da Costa.


Achei (e acho) esse tipo de abuso inaceitável, ainda que o objectivo seja tão pueril quanto ter tema de conversa no café.


Não consigo perceber esta histeria toda à volta da Lista Vip ou, pelo menos, a forma como está a ser abordada.


É certo que, "em ano de eleições" (que dá para tudo) não se limpam armas, mas só ficava bem trazer para a discussão pública os temas certos.


Isto da Lista Vip vai muito além da evasão fiscal (de que tanto falam) e que até acho ser o risco menor (olhem pr´o Sócrates).


As figuras públicas (apesar de o serem) mantêm o direito à reserva da sua  vida privada.


os funcionários (não tenho ouvido falar na necessidade de serem protegidos) também merecem ser respeitados no exercício das suas funções. Vejam o Código Trabalho, logo nos primeiros artigos, e todos os cuidados do legislador para salvaguardar até o correio pessoal.


Por isso, há muito mais que ter em conta do que a guerrilha política.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.