Tristonha, tristonha

A Aveiro, para ser a terra perfeita, falta muito pouco e abunda o vento.


Uma das lacunas é a falta de uma Feira do Livro em condições. Apesar de ser defensora da nova localização (acho pitoresco escolher livros no meio da fruta), vim de lá tristonha, tristonha (tal como achei a Feira).


Aveiro merecia mais.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Este é para quem gosta de hamburguer´s e culpa sempre a vontade

12 anos, bodas de seda

Irrita-me a estupidez humana