sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Férias

 

As férias sabem sempre a pouco (ou serei eu que já estou em stress por ser o último dia, snif, snif).
 
Sendo o tempo escasso, não nos apetecia perder muito tempo em viagem pelo que rumámos até à Beira Alta.
 
Depois de muita pesquisa na net, e como bons portugueses, acabámos por marcar o hotel quase na véspera da partida.
 
Por sugestão do marido, escolhemos a Quinta do Moinho, na Aldeia Viçosa (a 16 Kms da Guarda). Ia sem qualquer tipo de expectativa, queria era sair de casa por uns dias com os meus 3 amores.
 
Achei as fotos da net (estas são minhas) muito sombrias, mas já estava na fase do "marca qualquer coisa", desconfiei da descrição de tudo aquilo que o hotel proporcionava e imaginei uma aldeia perdida no meio do monte. Até tinha dito a umas amigas que, à cautela, ia levar umas latas de atum na mala.
 
Pois bem, tive de engolir cada palavra de gozo. O local é lindíssimo e o hotel não podia ser mais completo e acolhedor. Encontrámos tudo aquilo que vimos na net, desde a praia fluvial (no hotel), aos barcos, bicicletas, insuflável.... Uma paz.
 
Foram uns dias espectaculares, com alguns passeios pelas redondezas e muita paparoca da boa (aquela mega costoleta de novilho fez-me repensar tudo o que tenho dito quanto ao sushi).
 
No meio de tanta beleza (Sabugal, Belmonte, Manteigas são locais a visitar, sem dúvida), saiu reforçada a minha teoria de que ninguém devia ir para fora sem antes conhecer bem o nosso cantinho à beira mar plantado e seu interior.
 
 
 







Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.