quinta-feira, 17 de setembro de 2015

O dia em que a Tita passou por louca

Tal como seria de esperar, a cusca da Tita acabou por descobrir a caixinha com os 2 dentes da Leonor, que a fada dos dentes supostamente teria levado, numa das minhas gavetas.


Quando, admirada, me mostrou o achado, tentei distraí-la mas o melhor que conseguir foi tirar os dentes da caixa antes de lha devolver. Depois de passada a excitação, lá me devolveu a caixa.


Fiquei (como está bom de ver) com um problema entre mãos, pois a pequena foi logo a correr ter com a mana para lhe contar que tinha encontrado a caixa.


A partir daí foi de rir.


A Leonor recusou-se, terminantemente, a acreditar que a mana tinha visto a caixa e muito menos os dentes (que afinal não lhe tinham escapado) e achou que a Tita estaria a delirar.


Depois de alguma discussão, a que assisti deliciada, lá resolvi intervir e dei uma explicação esfarrapada qualquer (tipo, a caixa ficou mas a fada levou os dentes).


Não quis desfazer esta mística à volta da fada (que nunca tive a sorte de conhecer), mas tinha de defender a sanidade mental da Tita.


Até ser mãe, nunca liguei a estas coisas da fada dos dentes e do Pai Natal. Achava até que seria impossivel a alguma criança acreditar nestas figuras espalhadas por todo logo.


Mas ao ver o brilho nos olhinhos delas só de pensar que eles existem, e as acompanham, não tive como me render.


Um pouco de fantasia nunca fez mal a ninguém.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.