terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Paralisa-me o medo

Paralisa-me o medo que tenho de esquecer como eras
Tanto que me faz correr para ter o passado presente
Tanto que esqueço o futuro
Tanto que esqueço o medo que me paralisa
E corro para não te esquecer

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.