segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Felizes os que acreditam ser terem visto

A Leonor tem 7 anos e acredita na fada dos dentes.

Isto nada teria de extraordinário, não fossem todos os lapsos da dita fada.

Desde dentes que voltam a aparecer em casa (não há esconderijos que escapem a estas cuscas) até noites em que a fada não passa por excesso de trabalho, não faltam indícios sobre a identidade da fada. E a Leonor não é, propriamente, uma criança desprovida de perspicácia.

A Leonor acredita na fada dos dentes porque quer muito acreditar. Acredita e fica feliz porque apesar de ela não ter aparecido na noite em que devia, compensou-a na noite seguinte com a generosa oferta de um euro, valor muito superior aos vinte cêntimos que o avô lhe prometeu em troca do mesmo dente.

E eu chego a sentir uma pontinha de inveja de tamanha vontade de acreditar e ser feliz só por a ter.

"Felizes os que acreditam sem terem visto"(São João 20, 19-31)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.