sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Sobre a Fat Tax e as contradições do sistema


O Estado propõe-se agravar a carga fiscal dos alimentos e bebidas açucarados.

Não tenho conhecimentos técnicos que me permitam comentar a bondade/oportunidade da medida mas, como cidadã, esta opção levanta-me algumas questões que se prendem com as contradições do sistema. Senão vejamos 2 simples exemplos.

1- O leite escolar distribuído aos meninos do pré-escolar é achocolatado. Creio que tem menos açúcar do que o que se encontra à venda no mercado mas, ainda assim, não deixa de ser açucarado. A mim, nada fundamentalista, não me causaria confusão SE fosse igualmente distribuído leite branco o que não acontece (pelo menos na escola da minha filha).

2 - O tabaco mata, tal como avisam as fotos e dizeres que o Estado manda colocar nos maços. Pela lógica, deveria ser proibido MAS ... há sempre um mas.

Sobre a questão moral sobre os limites da ingerência do Estado nas opções de cada um, partilho esta CRÓNICA que achei interessante.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.