Asfixiado pelo carinho

Diz o Pinto da Costa que nunca precisou de guarda-costas e se algum dia andou acompanhado foi para evitar ser esmagado pelo carinho dos adeptos. Tem alma de poeta, é o que é

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Um queixo suturado e um coração rachado

Hoje dei os meus impostos por bem empregues

Só Deus tem os que mais ama