quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Asfixiado pelo carinho

Diz o Pinto da Costa que nunca precisou de guarda-costas e se algum dia andou acompanhado foi para evitar ser esmagado pelo carinho dos adeptos. Tem alma de poeta, é o que é

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.