Quando o Master Chef Brasil abala as nossas convicções

Sou, desde sempre, uma feroz opositora do acordo ortográfico e até ontem à noite punha as minhas mãos no fogo em como nunca me desviaria um milímetro da minha posição.
E digo até ontem à noite porque,  num dos momentos da minha vida que só se deverá repetir daqui a uma década, ao fazer zapping me detive a ver o Master Chef e lá estava algo que nunca julguei necessário. A produção do programa entendeu por bem legendar as palavras ditas por um concorrente português.
Querem ver que isto se resolvia com a resignação  e aceitação do acordo e tenho andado a ver isto numa perspectiva errada, foi a dúvida que me assolou mas rapidamente se esfumou.
A coisa resolvia-se com a transmissão de duas ou três novelas lusas, digo eu.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Um queixo suturado e um coração rachado

Hoje dei os meus impostos por bem empregues

Só Deus tem os que mais ama