quarta-feira, 29 de março de 2017

Tudo tem um porquê. Cantar num coro também


Devia começar este post por um "desde que entrei no coro do pais do Conservatório de Aveiro a minha vida mudou" mas não gosto nada de dramatismos.

A verdade é que este hobbie me está a fazer muito bem e em quase 40 anos de vida é das poucas coisas que conseguiu fazer com que o meu cérebro se abstraia de outros pensamentos senão aquilo que estou a fazer no momento, ainda que por poucos minutos em cada ensaio.

É assim uma espécie de yoga sem ser yoga.

Achava estranha a sensação mas afinal a coisa tem um quê de explicação científica como podem ver AQUI

NOTA DE RODAPÉ - não significa, de todo, que cante bem mas vou-me safando com o play back :)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.