quarta-feira, 31 de maio de 2017

Vamos falar de piolhos

Não há, creio eu, criança que se preze que nunca tenha tido uma carga de piolhos.

Contrariamente ao que se possa pensar, acho que se dão lindamente em cabeças limpas.

O mal é aparecerem na cabeça de um elemento do grupo porque depois, com os timings de desenvolvimento do bicho, a coisa fica difícil de exterminar.

Há, contudo e respondendo àquela mãe vegan que queria saber como afastar os piolhos sem os matar, uma coisa que descobri recentemente e dá pelo nome de "repelente de piolhos".

Peço desculpa pela, aparente, estupidez no post mas efectivamente estou convencida de que esta partilha é um momento de serviço público.

Afinal, estamos na era em que os animais já possuem um estatuto jurídico e existem mães preocupadas em saber como podem afastar os piolhos sem os matar, naquilo que se pode chamar um verdadeiro acto de nobreza.

 A propósito, leiam esta crónica - VAMOS SALVAR OS PIOLHOS!

E assim vai o mundo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.