terça-feira, 11 de julho de 2017

As equipas são o reflexo do treinador, seja aqui seja na Suécia

À conversa com um jovem árbitro de futebol, ele contava como é difícil permanecer impassível ao arbitrar um jogo de crianças de 7 anos enquanto os pais insultam tudo e todos, chegando a chamar otário aos miúdos.
Depois concluiu com um exemplo muito revelador do porquê da falta de educação  e valores que tantas vezes criticamos na sociedade. Dizia aquele jovem que a equipa é sempre reflexo do treinador. Os miúdos que têm treinadores serenos e respeitadores do adversário e árbitro. Os que não têm esse exemplo são quezilentos.
E, realmente, quando o exemplo não vem de cima é difícil exigir comportamentos rectos seja no futebol seja em qualquer outra área da nossa vida.

O que não quer dizer que a falta de exemplo sirva de desculpa para tudo, naturalmente.

A título de curiosidade, vejam AQUI a necessidade que algumas equipas suecas sentirem de criar um código de conduta futebolística para "comprometer" pais nervosos a adoptar comportamentos mais amistosos enquanto assistem aos jogos dos pimpolhos.

E somos nós, portugueses e suecos, povos de brandos costumes.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.