domingo, 13 de agosto de 2017

Obrigada

 
Não sei se por longos segundos ou minutos, quedei-me a olhar para o mar e a sentir-me viva, tocada na cara e nos pés pela brisa e espumas frias.
 
No pensamento, sempre a mesma frase. Quão grande és Tu! Quão grande és Tu!
 
E agradeci com todas as forças que me deste, a vida e a doença que fez com que a amasse ainda mais.
 
Obrigada!
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.