Hoje vou falar-vos da Ana Paula




Talvez o voluntariado seja um monte de tretas. Foi este título chamativo  que me levou a clicar, ler a crónica do João Brites e lembrar-me da Ana Paula.
A Ana Paula tem a minha idade e duas lindas meninas.
Todos os sábados à tarde, faça sol ou chuva, a Ana Paula vai até a um lar de idosos e dedica o seu tempo a fazer trabalhos manuais com os nossos avós.
E não está lá uma hora, mas a tarde toda. Assim, sem correr, dá -lhes atenção, distribui carinho. Faz algo que não tem preço.
A Ana Paula terá certamente muito mais que fazer nos sábados à  tarde, mas decidiu dar o seu tempo para levar a felicidade a idosos que não lhe são nada.  Acredito que cada sorriso e abraço que recebe em troca lhe encham a alma. Todos os que dão gratuitamente, recebem em dobro.
E tenho a certeza, tal como o cronista, que o voluntariado sério e sem pretensão de reconhecimento externo não é um monte de tretas mas um dos mais fortes e belos compromissos que se podem assumir.
À Ana Paula, a quem já fiz questão de agradecer pessoalmente, a minha eterna gratidão e admiração.

LEIAM a crónica aqui.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Hoje dei os meus impostos por bem empregues

Entre altos e baixos

Só Deus tem os que mais ama