Direito ao (e respeito pelo) tempo

O tempo é, dos vários activos que possuímos, um dos mais valiosos. Paradoxalmente, é dos mais desprezados.
Percebi-o quando fiquei doente e dormir me começou a parecer uma forma de desperdiçar tempo. Felizmente, o tempo é também bom conselheiro  (assim estejamos atentos ao mundo) e sei bem que dormir é essencial para manter alguma sanidade e serenidade. Ainda assim me custa não estar de olhos abertos a sorver a vida que me rodeia.
A falta de respeito pelo tempo dos outros (entre os quais me incluo) é algo que me revolta. Tanto como ver que nos habituamos ao desrespeito e o aceitamos como normal. E não é. O direito ao tempo, como todos os outros, merece e deve ser respeitado. Na parte que me toca, estou decidida a reivindica-lo e defende-lo com a vida.

Comentários

  1. O tempo, esse "bicho" que nos tende a fugir...
    Gostei muito desta reflexão.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela visita e pelo comentário.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Forte!

    Realmente as pessoas estão cada vez mais negligentes com o tempo alheio. Assim como vc, me revolta quando alguém não respeita o tempo dos outros ou horários. Isso demonstra que a pessoa não tem credibilidade e que acha que seu tempo é mais valioso que os dos outros. Ótimo post.

    http://www.vivendolaforanoseua.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela visita e pelo comentário. E viva o tempo ....

      Eliminar

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.

Mensagens populares deste blogue

Hoje dei os meus impostos por bem empregues

Entre altos e baixos

Só Deus tem os que mais ama