Sem palavras

Se este blogue tivesse rubricas, este post iria directamente para a "Sem palavras".
Quando nos sentimos um trapo velho, angustiados por uma falha cometida, e encontramos uma Amiga que em vez de nós passar a mão pelo pêlo nos diz que efetivamente estivemos mal só podemos ficar sem palavras.
Há momentos em que precisamos mesmo destas chamadas de atenção.
Dificilmente existiria alguém tão diferente de mim. Não partilhamos gostos, musicais ou outros, muito menos os mesmos ideais. Mas também dificilmente encontraria alguém de quem gostasse tanto e me fizesse rir naquele momento de angústia.
Obrigada miúda.

Comentários

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.

Mensagens populares deste blogue

Para a Luísa

Até ao céu

Acordem para a vida! Por favor!